30 de ago de 2013

Em Toda Esquina Tem Um Super Heroi - nº 02


Toda  sexta-feira é dia dos Heróis sairem por aê, voando pelos céus da cidade, saindo de trás de alguma
árvore, pulando de um prédio; e defendendo a população, os oprimidos, cada um a seu jeito. Talvez uns não tão super assim. Mas vamos deixar que pensem desse jeito!! Toda sexta-feira uma tira inédita autoral;
Em Toda Esquina Tem Um Super Heroi.



27 de ago de 2013

Se a Vida Fosse Cor De Rosa...

Chegando mais uma tira da série, Se a Vida Fosse Cor de Rosa...
Já publiquei essa série no  Facebook, e agora pela 1ª vez no meu Blog!

23 de ago de 2013

Em Toda Esquina Tem Um Super Heroi



Os Super Heróis existem de verdade?  Há um tempo atrás fiz uma tirinha em que um cara olhando através da janela e pensando se o Homem Aranha existisse de verdade. De repente o Super aparece dependurado por umas teias sobre os prédios da cidade, e o pensativo expectador vislumbrado começa a dizer, ¨Eu vi o Homem Aranha, eu vi o Homem Aranha nos céus de Bhz!¨ Pois é; quem dera que pudéssemos ver os Super Heróis que nos fascinaram a vida inteira a um palmo do nosso nariz. Como será que a população reagiria? Endeusa-los ou crucifica-los? Dependeria também do que esse herói faria, se ele fosse correto, íntegro. Se bem que nas histórias, há heróis não tão heróis que o povo gosta. Mas na minha opinião os Super Heróis estão em todas as esquinas. Desde aquele velhinho caridoso que dá uma moedinha para um mendigo, que vai juntando, juntando e no fim do dia pode comprar uma media de cafe com leite e um pãozinho, ou uma quentinha pra jantar, ou até mesmo uma bebida pra satisfazer seu vício. Tem também um guarda de trânsito prestativo, que lhe informa com o maior prazer algum caminho pra você chegar ao seu destino, ou até mesmo um motorista de ônibus que faz um trajeto todo diferente da linha, só para escapar de um engarrafamento quilométrico, ou ainda mestres pacientes que ensinam com muita calma todo o aprendizado que uma criança precisa na escola. Super Herói é seu pai, sua mãe que cuida de você com todo carinho; Super Herói é seu filho, que lhe dá uma rasteira na pelada e faz um golaço bem na vidraça, espatifando ela em mil pedaços. Super Heróis é seu gato, seu cachorro, que quando você está meio amolado, vem em sua direção e começa a lhe fazer afagos, como que perguntando o que que você tem!
Super Heróis estão em todos os lugares. E essa é a minha nova sequência de tiras, que estarei publicando todas as sextas aqui no meu Blog.   Em Toda Esquina Tem Um Super Herói começa agora! Arraste a cadeira, sente se calmamente, desabotoa a camisa, mostra seu escudo no peito para um espelho a sua frente, e pergunta: - Espelho, espelho meu, existe alguem mais Super que eu??

20 de ago de 2013

Se a vida fosse cor de rosa...









Dois momentos distintos: No final dos anos 80, inicio dos 90 tive aquela sensação de achar que eu estava num mundo errado. Explico: Tinha ido, não me lembro se foi a 1ª vez na casa noturna,  Paco Pigalli. A 1ª; que ficava numa rua quase esquina com a Av. João Pinheiro. Achei maluca! três ambientes. O 1º aquele tradicional com mesas, caixa, balcão e tudo mais. O 3º, pulei o 2º, depois explico, era mais no fundo descendo uma escada, onde se tocava o som ao vivo. Lá vi shows muito bacanas, especialmente do Pato Fu no início de carreira, quando eles tinham, só uma fitinha K7 com as suas musicas prá divulgação, que eles vendiam. Agora volta a parte que faltou o nº 2, o segundo ambiente, que ficava entre o 1º e o 3º. Vou descrever a sensação maluca que tive. Quando empurrei a porta e me adentrei na sala, que era uma discotheque, rolava um som totalmente diferente do que se costumava ouvir na época, especialmente em danceterias. Já fiquei achando legal! Mas o momento crucial, foi que de repente o DJ toca The Beach Boys, I Get Around. O mundo se derreteu aos meus pés. Pouco tempo antes tinha comprado um vinil coletânea dos Rapazes da praia, por uma ninharia; disco que valia uns 1000% a mais que paguei, e estava bastante familiarizado com o grupo, a ponto de me tornar fã. Adorei aquele momento, e sempre que ouço Beach Boys me lembro desse detalhe. E agora, um certo tempo depois, meu filho de seis anos fica fã dessa musica também. Não sei o motivo. Talvez porque falava pra ele sobre o significado do nome da banda, associado a praia, pranchas, sol, agua de côco, ferias e por aê... The Beach Boys; essa e outras da turma são muito boas. E como eu gosto de falar; desenhando e ouvindo a musica que você curte, flui muito mais. Especialmente acompanhada de um ótimo vinho importado, ou uma geladíssima cerveja, oh yes!!
E isso tudo é só pra apresentar a vocês minha nova sequência de tiras. Novas no Blog; pois todas já foram publicadas em minha página do facebook. Se a Vida Fosse Cor de Rosa... Quadrinhos simples pra mentes complicadas, rsrsr, tô brincando, é pra todo mundo. Curta agora a 1ª , na sequência vem mais!!





16 de ago de 2013

Desenhar é preciso 2 - Sabotage

Fiz um sketch do rapper sabotage,  há um  tempo atrás, 
e remexendo  numa papelada toda dentro de uma
gaveta, eis que o encontro. Fiz alguns ajustes e resolvi publica-lo.
 Aguarde na próxima semana, tiras novas!!